Dicas
CHOOSE BY TAGS
abaixo assinado para destituir o sindico Analise de Risco em Condomínios assembleia para destituir sindico Centro de Capacitação de Sindicos como destituir o sindico como destituir o sindico do condominio carta de renuncia de sindico como destituir sindico como destituir um sindico como destituir um sindico do condominio como destituir um sindico judicialmente Como tirar o Síndico convocação de assembleia para destituição do sindico curso de sindico Curso para administrar condomínio; Curso para Sindico Profissional Curso Sindico destituir o sindico destituir sindico destituir sindico condominio Destituir sindico e conselho destituição de sindico de condominio destituição de sindico jurisprudencia destituição do administrador de condominio Destituição de Síndico destituição de síndico de condomínio edilício destituição de síndico profissional destituição de síndico quorum destituição do sindico destituição do sindico jurisprudencia destituição do sindico quorum destituição sindico motivos destituição sindico quorum evento para sindico Fotos evento para síndicos Mediação de Conflitos em Condomínios motivos para destituir um sindico o sindico pode ser destituido quorum destituição síndico qual o quorum para destituir o sindico quando o sindico pode ser destituido quando um sindico pode ser destituido quorum para destituir sindico quorum para destituição de síndico renuncia de sindico segurança em condomínio sindico do condominio síndico tirar sindico do cargo Workshop para sindicos

SÃO PAULO  –  Na avaliação do Secovi-SP, sindicato que reúne as empresas do Estado de São Paulo dedicadas à compra, venda e locação e administração de imóveis, o mercado imobiliário brasileiro tende a crescer 10% neste ano.

“Os lançamentos e vendas terão crescimento de 10%. Já sentimos a reação de alguns mercados, como São Paulo e Distrito Federal”, disse o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci, nesta quarta-feira (31).

A previsão foi feita na sede da entidade, na capital paulista, durante cerimônia de posse da nova diretoria do Secovi-SP. Flávio Amary toma posse hoje em seu segundo mandato como presidente do sindicato. Participam do evento o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o prefeito da capital, João Doria, ambos do PSDB.

O economista do Secovi-SP afirma que as perspectivas para o setor imobiliário são “muito boas”, considerando-se a expectativa de crescimento da economia do país, independentemente das eleições, do que ocorrerá com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de ser um ano de Copa do Mundo.

Petrucci ressaltou que o setor terá recursos de poupança e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para financiamento.

O economista-chefe do Secovi-SP avalia que, em 2017, embora os lançamentos de imóveis tenham crescido na capital paulista, o mercado nacional ainda apresentou queda.

A entidade irá apresentar os números consolidados de São Paulo em meados de fevereiro.

Média renda

As incorporadoras começarão a testar o mercado com lançamentos para a média renda, na avaliação do advogado Rodrigo Bicalho, sócio do escritório especializado em direito imobiliário Bicalho e Mollica Advogados.

Nos últimos anos, o lançamento de imóveis do segmento ficou represado em função dos distratos, concentrados nessa faixa de renda, e da redução do financiamento imobiliário.

Bicalho ressalta que, nos últimos anos, as incorporadoras focaram em produtos para o segmento econômico na capital paulista e imóveis compactos (direcionados mais para investidores). A queda da taxa de juros contribui, segundo o advogado, para a retomada da produção para as rendas média e média-alta.

Os distratos — que foram o maior desafio enfrentado pelas incorporadoras nos últimos anos — tendem a continuar em queda, de acordo com o advogado, por causa da melhora das condições de crédito, da interrupção dos lançamentos de imóveis comerciais e do aumento da participação de compradores finais nas aquisições.

Previdência

Flávio Amary solicitou ao governador Geraldo Alckmin que o PSDB, além de fechar a questão da aprovação da reforma da Previdência, vote pela mudança da integralidade dos parlamentares. Amary ressaltou que o pedido é feito a Alckmin como presidente do PSDB e não como governador.

“Outro ponto importante, e falo agora também ao pré-candidato a presidente da República é que, depois da reforma da Previdência, temos de diminuir o custo do país. A bandeira que temos de levantar agora é a reforma do Estado. Não temos de ter uma quantidade de ministérios que não cabe na Esplanada”, disse o presidente do Secovi-SP.

Segundo Amary, o Secovi-SP faz parte de um grupo de entidades do setor que apoia as reformas.

Amary afirmou que, depois do vídeo de Cristiane Brasil, indicada à ministra do Trabalho, veiculado nesta semana, fica mais claro que o país precisa de “um ministério de notáveis”.

O presidente do Secovi-SP defendeu também a regulamentação dos distratos e a Letra Imobiliária Garantida (LIG). “Precisamos ter calibragem dos planos diretores. É preciso que a produção imobiliária de São Paulo volte a ser viável”, disse.

Fonte: Valor Econômico